Trabalho em sala: uma lagarta muito comilona!

por: Aline Michelly Reino

Contexto da proposta pedagógica: Trabalhar a matemática de uma maneira lúdica, apresentando os conteúdos de maneira prática e divertida. A base deste trabalho é o livro Uma lagarta muito comilona, de Eric Carle. Explorar conceitos como: ordem crescente, soma, subtração, relações quantitativas, proporção de tamanho, noção de espaço e comparação de tamanho. Com todo esse material e aprendizagem, montamos uma exposição para os pais na Feira do Livro, atividade anual no colégio Genius Campinas.  A atividade foi feita com crianças da turma Pré-I.

 

Desenvolvimento: Criamos, em sala de aula, um criadouro de lagartas, acompanhando o crescimento dos animais desde os ovos até as borboletas. Após o crescimento delas, começamos a experiência através da medição das lagartas, que ocorria com uma régua, sempre às sextas-feiras. As crianças passaram a compreender a ordem crescente dos números, da ordem que ocupavam na fila e das plantas.

 

Exemplo da medição das lagartas

 

Lições de experiências: A contagem do crescimento do número lagartas era diária e, ali, anotávamos pontos importantes, se havíamos perdido alguma (subtração), pois as lagartas morrem facilmente, ou se tínhamos ganhado (soma), pois as crianças começaram a trazer outras lagartas para nossa sala.  Isso possibilitou trabalharmos as diferenças pois, no momento em que chegavam lagartas diferente, sinalizávamos com um sinal de “diferente” no momento do cálculo. Usamos a observação dos ovos das borboletas para compará-los aos de outros animais e, com isso. ampliamos nosso repertório de conhecimento de dimensões maiores e menores.

 

 

Curiosidades: Uma curiosidade que descobrimos foi que a lagarta nasce branca, fica amarelinha e, logo que o ovo eclode, sua primeira refeição é a casca do ovo. Em seguida, ela também fica verde, ao se alimentar de folhas. Nesse momento, trabalhamos com sequência lógica.

 

Para explorar noção de espaços, as crianças ganharam uma quantidade de massinha, na qual deveriam confeccionar suas lagartas para ficarem dentro de  “seus ovos”. Assim, eles mesmo calculavam se precisavam de mais ou menos massa.

 

 

Também fizemos uma atividade de confecção de lagartas artesanais. O objetivo da criação é que todas as partes do corpo ficassem do mesmo tamanho. Aqui conseguimos perceber suas tentativas e comparações.

 

Apresentação final:  Após todo trabalho em sala de aula, a exposição serviu para que os familiares acompanharem todo o desenvolvimento dos alunos. Desta forma, notei que as crianças começaram a utilizar a matemática no dia a dia de maneira prática, realizando comparações, somas, subtrações, sequências lógicas e muito mais.

 

Receba nossa News

A Educação é feita da união de conhecimentos. Preencha seu e-mail e receba nossos conteúdos atualizados!

*Não lote sua caixa de e-mail. Nossas newsletters são enviadas quinzenalmente e trazem um resumo dos melhores conteúdos publicados.