Inteligência solta: um argumento para IA no sumário executivo de educação

por: Entretanto

Este estudo sobre a inteligência artificial na educação (AIEd – artificial intelligence in education) tem dois objetivos. O primeiro, para explicar a um não-especialista, interessado e leitor o que é AIEd: seus objetivos, como é construída e como funciona. A segunda, para definir o argumento, o que a AIEd pode oferecer ao ensino e à aprendizagem, tanto agora como no futuro.

Sistemas de computador, que são artificialmente inteligentes, interagem com o mundo usando recursos (tais como o reconhecimento de voz) e comportamentos inteligentes (como o uso de informações disponíveis para tomar as decisões mais sensatas em direção a um objetivo estabelecido) que nós consideramos serem essencialmente humanos.

O cerne da inteligência artificial na educação é a finalidade científica de criar conhecimento, que muitas vezes é deixado implícito, computacionalmente precisa e explícita. Em outras palavras, além de ser o motor por trás da tecnologia educacional ‘inteligente’ (edtech – Educational technology), a AIEd também foi projetada para ser uma ferramenta poderosa para abrir a “caixa preta da aprendizagem”, o que nos dá uma compreensão mais depurada de como aprendizagem realmente acontece.

Embora alguns possam achar o conceito de AIEd ligeiramente irritante, os algoritmos e modelos que sustentam a edtech, alimentados pela AIEd formam a base de um empreendimento essencialmente humano. Usando AIEd, os professores serão capazes de oferecer experiências educacionais personalizadas, flexíveis, inclusivas e envolventes. Fundamentalmente, não vemos um futuro em que a AIEd substituirá professores. O que vemos é um futuro em que a extraordinária experiência de professores será melhor aproveitada e ampliada, através da implementação cuidadosa de AIEd bem projetada.

Temos à disposição, neste exato momento, ferramentas de AIEd que poderiam amparar a aprendizagem do aluno em uma escala inimaginável. Fornecendo tutoria individualmente, para cada aluno e em toda matéria. Tecnologias existentes possuem a capacidade de fornecer suporte inteligente para alunos trabalhando em grupo e para criar ambientes virtuais de aprendizagem autênticos, onde os estudantes têm o apoio adequado e no momento certo, para enfrentar os problemas e desafios reais.

Num futuro próximo, espera-se que o ensino e a aprendizagem sejam cada vez mais suportados pela aplicação cuidadosa de ferramentas de AIEd. Por exemplo, parceiros de aprendizagem ao longo da vida alimentados por inteligência artificial, que podem acompanhar e apoiar alunos durante os seus estudos dentro e fora da escola, e novas formas de avaliação, que medem a aprendizagem enquanto ocorre, moldam a experiência de aprendizagem em tempo real.

Em última instância, se formos bem-sucedidos, podemos prever que a AIEd nos ajudará a resolver alguns dos problemas mais difíceis na educação, incluindo as lacunas de concretização e a retenção de professores. A AIEd também nos ajudará a responder ao desafio social mais importante que a inteligência artificial nos traz: a substituição de empregos e ocupações por algoritmos inteligentes e robôs. Na nossa opinião que isto fornece um novo imperativo da inovação na educação, que pode ser expresso de forma simples: como seres humanos vivem e trabalham ao lado de máquinas cada vez mais inteligentes, nossos sistemas de ensino terão de atingir níveis que nenhum deles conseguiu até agora.

O verdadeiro progresso exigirá o desenvolvimento de uma infraestrutura de AIEd. Isso não será, no entanto, ser um simples monolítico sistema de AIEd. Em vez disso, vai se parecer com o mercado que se tem desenvolvido para aplicativos de smartphones: centenas e então milhares de componentes para AIEd, desenvolvidos em colaboração com educadores, conformidade com normas internacionais de uniformização de dados e compartilhado com pesquisadores e desenvolvedores em todo o mundo. Estas normas também permitirão a coleta e análise de dados que nos ajudará a compreender muito mais sobre a aprendizagem e como melhorá-la.

Prosseguindo, vamos ter de prestar muita atenção para três forças poderosas enquanto mapeamos futuro da inteligência artificial na educação, nomeadamente pedagogia, tecnologia e mudança no sistema.

Atenção à pedagogia significará que o projeto de novas “edtech” deverá sempre começar com o que sabemos sobre a aprendizagem. Também significa que o sistema de financiamento deste trabalho deve ser, simultaneamente, aberto e reorientado, afastando-se bolsões isolados de pesquisa e desenvolvimento, para empreendimentos de colaboração que priorizam áreas conhecidas e assim fazer uma diferença verdadeira para o ensino e aprendizagem.

Atenção à tecnologia significará criar uma demanda inteligente por produtos comerciais de AIEd que funcionem. Também significa que o desenvolvimento de um sistema robusto a base de components de infraestrutura de AIEd, semelhante ao mercado de aplicativos para smartphones, onde pesquisadores e desenvolvedores podem ter acesso a componentes padronizados desenvolvidos em colaboração com educadores.

Atenção à mudança no sistema significará envolver professores, alunos e pais na cocriação de novas ferramentas, então a AIEd irá abordar apropriadamente a “confusão” inerente de uma sala de aula real, de universidades e ambientes de aprendizagem no local de trabalho. Também significa o desenvolvimento de padrões para promover o uso seguro e ético dos dados.

Dizendo de forma sucinta, precisamos de tecnologias inteligentes que incorporam o que sabemos sobre o ensino e a aprendizagem excelente, consubstanciado atraentes produtos voltados ao consumidor, que são então utilizados de forma eficaz em situações da vida real e que combinam o melhor do ser humano e da máquina.

Não subestimamos o novo pensamento, inevitáveis equívocos e o esforço necessário para realizar estas recomendações. No entanto, se quisermos libertar adequadamente a inteligência da AIEd, temos de fazer as coisas de forma diferente – através de novas colaborações, financiamento sensato e (sempre) um olhar aguçado na pedagogia. O prêmio potencial é demasiado grande agir de outra forma.

Este é o Sumário do Estudo “Intelligence Unleashed” publicado no Open Ideas.

 

 

What is Artificial Intelligence (AI), and what is AI in Education?

 

Receba nossa News

A Educação é feita da união de conhecimentos. Preencha seu e-mail e receba nossos conteúdos atualizados!

*Não lote sua caixa de e-mail. Nossas newsletters são enviadas quinzenalmente e trazem um resumo dos melhores conteúdos publicados.