A importância da liderança criativa

por: Rosemari Glowacki

Leitor (a) amigo (a), essa semana – ontem ou mesmo hoje – você deve ter ouvido algo como: “Fulano é excelente líder”; “Este tem que aprender muito para ser um bom líder”. E é bem possível que, em algum momento, tenha se questionado: “Eu teria/tenho habilidades de liderança?”.

 

Ser líder, atualmente, é algo que exige muito mais que qualificações técnicas, indicação ou escolha. O papel de/do líder é assunto discutido na literatura de gestão de pessoas, nas reuniões de avaliação de desempenho e nas situações das mais variadas.

 

Resultados! Esse é o foco das empresas de uma maneira geral.  Então, saber tratar os problemas, encontrar soluções e comandar equipes são ações muito valorizadas. Nas escolas, pequenas ou não, é assunto emergente. O mantenedor é um líder, assim como o diretor, o coordenador e o professor – líder, talvez, de maior impacto!

 

Resolver questões, gerenciar conflitos, administrar recursos e materiais estão também entre as habilidades de destaque.  Tais habilidades e capacidade de interagir com as necessidades que surgem – sendo importantes as soluções criativas, tanto para lidar com assuntos externos quanto para tratar de questões internas – fazem com que os líderes se destaquem mais ou menos nesse cenário.

 

O assunto “liderança” é amplo e instigante. Afinal, quem não gostaria de ser reconhecido como “líder”?  Mas, como fazer disto algo além, como uma “liderança criativa”? Quais seriam as características do perfil de um “líder criativo” e seria possível fazer a ligação de formas de liderança com criatividade? Quantas indagações…

 

O que têm em comum os administradores de sucesso?  Talvez uma ideia paradoxal: entendem que as formas de liderar não estão erradas, porém, também não estão totalmente certas. Estranho iniciar científico em uma frase/ideia hipoteticamente de senso comum? Talvez, o que há de comum entre eles seja  justamente, o fato de acreditarem no poder da flexibilização/ flexibilidade.

 

Quando pensamos em gestão e administração, uma das figuras mais destacadas é a do líder, este profissional que tem a função de trabalhar e ainda oferecer condições para que os demais colaboradores também o façam.  Liderança significa comandar, tomar decisões e fazer escolhas difíceis. Por esses motivos, é tão complexo e exige tanta competência.

 

LIDERANÇA

 

Liderança é uma competência fundamental para todos que têm uma meta a ser alcançada. E para que isso aconteça, é preciso orquestrar liderados e parceiros. Com o passar do tempo, estudiosos, autores e profissionais de administração pesquisaram sobre liderança e suas formas. Existem diversas maneiras de comandar uma equipe, com peculiaridades e estilos diferenciados.

 

Há aqueles que defendem que é a criatividade a nova moeda para romper barreiras profissionais e destacar-se no mercado de trabalho. Assim, inovação e criatividade andam de mãos dadas, em um namoro muito firme.

 

Nesse momento, leitor (a), você deve estar se questionando: é melhor ser inovador ou criativo? Ou ambos? Ou ainda (re)pensando sua própria forma de liderar.

 

Se pensarmos no cenário educativo, o conceito “ inovar” está bastante presente nas discussões do cotidiano: na proposta de captação dos alunos, na estrutura curricular, na transdisciplinaridade dos projetos, no perfil do professor que mobiliza a “galera”, enfim, em todos os ambientes escolares: pedagógico, administrativo e financeiro.

 

É pensar em algo que os outros ainda não pensaram, é fazer alguma coisa de maneira diferenciada das maneiras existentes e criar soluções inovadoras para as empresas. No mundo dos negócios, os inovadores têm grande tendência de transformarem-se nos futuros empreendedores. E sabe por que eles se destacam? Porque são criativos!

 

CRIATIVIDADE

 

Observe com atenção a figura abaixo. O que vê? Um desenho, dois, mais? O que vê primeiro?

 

Clique aqui para entender melhor o exercício e seu resultado!

 

Criatividade é uma das características mais mencionadas em listas de competências desejáveis para um líder ou profissional em geral.  No mundo corporativo é tema recorrente. Para muitos deveria significar disponibilidade para o novo,  disponibilidade para pensar em soluções diferenciadas, enfim, inovadoras para minimizar ou resolver os problemas que possam surgir. (KOTLER, 2006)

 

DESENVOLVENDO O LÍDER CRIATIVO QUE HÁ EM VOCÊ

 

Depois dessa sequência de reflexões, vamos conhecer  mais detalhes práticos sobre como age um líder criativo e como evitar ações que possam prejudicar o desenvolvimento de sua competência? Um líder criativo:

  • Confia na equipe, na vida e em si próprio
  • Inova
  • Alinha pessoas com uma direção.
  • Corre riscos
  • Toma iniciativa para liderar
  • É corajoso
  • Desenvolve a si mesmo e aos outros
  • Tem foco

 

Em resumo, a criatividade necessita de um problema para poder se desenvolver. Quando pessoas fogem de seus problemas, estão fugindo de desenvolver essa competência. ”Quem detesta problemas, se esquiva de qualquer problema. Quem ainda não aprendeu a sentir o gostinho do desafio de um bom problema, ainda não aprendeu a entrar em contato com sua própria criatividade¨. Barreto ( 2006)

 

Toda boa ideia enfrenta resistência e rejeição.  Veja algumas afirmações que podem ser contrárias ao desenvolvimento da criatividade do líder e liderados:

 

  • “Acho que alguém já tentou isso antes e não funcionou”
  • “Se quer ter sucesso, evite ter muitas ideias”
  • “Você deve estar brincando”
  • “Espere só até ver quanto custa”
  • “Isso aí vai trazer dor de cabeça”
  • “De onde é que você tirou isso”
  • “Semana que vem falamos sobre sua sugestão”
  • “Vão pensar que somos lunáticos”

Amigo (a) leitor (a), não permita que essas frases o (a) paralisem! Acredite na sua intuição, na possibilidade, na força das suas ideias!

 

A Liderança Criativa, para RICHARD e MOGER,  é fundamentalmente um processo que muda o comportamento criativo da equipe de inaceitável para aceitável, e de aceitável para superior, enfatizando a cooperação  e a mutualidade  – situações que beneficiam o grupo e o líder ao mesmo tempo. (2002).

 

CRIATIVIDADE: FERRAMENTA PARA O SUCESSO

 

Na década de 90, as empresas buscavam profissionais que “vestiam a camisa”.  Em pleno século XXI, o slogan é “pensar fora da caixa”, isto é, ser mais criativo, quebrar paradigmas e inovar.

 

Na realidade, empresas não são criativas, mas sim seus gestores e colaboradores. Líderes criativos que atraem profissionais criativos. A valorização do conhecimento, potencializando ambientes favoráveis ao desejo de pensar “fora da caixa”. Portanto, a vontade de criar.

 

A criatividade é uma das melhores e mais adequadas ferramentas para fazer mais com menos, de se diminuir custos, de simplificar processos e sistemas e, por fim, de ter mais lucratividade. Algumas empresas já perceberam que sua capacidade criativa é inferior ao seu desempenho criativo.

 

Existem empresas que já implantaram ou estudam implantar um setor de criatividade e inovação. Esse espaço teria como principal função estimular os profissionais a criarem coisas e ideias novas, e também organizá-las de maneira mais interessante. Walt Disney disse, certa vez, que “Criatividade é como ginástica: quanto mais se exercita, mais forte fica”.

 

Não é sem razão que muitos  estudiosos da administração, ao abordarem o tema “liderança”,  colocam a criatividade como uma das principais competências e habilidades para uma gestão de qualidade.

 

No livro best-seller, O Monge e o Executivo, o conceito de “liderança” foi atualizado por James Hunter. Isso em 1998! Do, então, novo conceito: “liderança é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente, visando atingir objetivos comuns, inspirando confiança por meio da força e caráter”, até os dias atuais, muitas coisas mudaram.  Agora, discutimos como fazer isso!

 

A busca pelo novo estilo de liderança, que seja capaz de alinhar tais expectativas, não cessa. Em vários nichos do mercado, pessoas estudam e se debruçam sobre o tema. Na área de design, duas mulheres antenadas com essa discussão, Maria Giudice e Christopher Ireland, criaram a obra“Rise of the DEO`: Leadership by Desing”. Lançaram a ideia em 2014 e surpreenderam a todos com a definição de que empatia + colaboração + prototipação seriam as chaves para o surgimento desse novo estilo de liderança. Elencaram características do novo líder, comentando-as.

 

Tendo como referência discussões das mais variadas e a fala de muitos autores, estudiosos da liderança criativa, destacamos as características desse novo líder:

  • Agente de mudanças: vê solução onde os demais enxergam problemas. Utiliza as mais variadas ferramentas – seja da sua área ou de outras, consideradas “ distantes” ou muito diferentes do seu nicho de mercado – sejam ferramentas visuais, gamificação, PDCA, projetos, trilhas, dentre outras. Toda crise é, na verdade, oportunidade;

 

  • Intuitivo, e não apenas racional. Pessoas são mais importantes que coisas. Atento, observador, respeitoso (este líder não se ocupa com outras coisas durante uma conversa, por exemplo. Está ali de “ corpo e alma”. Sem olhar o relógio ou o whatsapp;

 

  • Desenvolve inteligência social: cultiva, amplia e acredita na força das redes de relacionamento: seu networking. Seu objetivo maior é fortalecer laços que já existem e não, simplesmente, ter milhares de seguidores;

 

  • Vê o erro como possibilidade de acerto. Compreende que a inovação vem da experimentação: do erro para o ajuste e o acerto;

 

  • Faz acontecer. Sabe priorizar, identifica o que é importante e cumpre prazos;

 

  • Pensa de forma sistêmica. Compreende que decisões e atitudes fazem parte de sistemas complexos e interdependentes. Mais interessado no “por quê” do que no “como”;

 

  • Estudioso da mente humana. Assim, aprende sobre influências  e motivações;

 

Estas características, destacadas no “como age o líder criativo”, são bastante semelhantes e complementares. Somadas,  parecem delinear o novo perfil de um líder criativo.

 

 

Clique aqui e saiba mais!

 

Leitor (a), tenho certeza que você, professor (a), diretor (a),  mantenedor (a),  comunicador (a), administrador (a)… Todos (as)  nos enxergamos nestas reflexões e pensamos se as características apresentadas fazem parte do nosso perfil, do perfil do nosso “ líder”.

 

Mais do que nunca, precisamos pensar na formação de líderes e de uma nova geração de líderes que seja formada não só tecnicamente, mas também em líderes que busquem conhecerem a si mesmos, na intencionalidade de (re)conhecer, no (s) outro (s), suas potencialidades.  A liderança criativa pode vir a ser esse caminho.

 

Invista…Você é o líder criativo do futuro!

 

BIBLIOGRAFIA

 

ADAIR, John. Liderança para a inovação. Clio Editora, 2011.

BARRETO, Roberto. Criatividade no trabalho e na vida. 1.Ed. São Paulo. Summus Editorial. 1997.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. 7ª ed. Ano 2004,

DRUKER, Peter. Liderança para o Século XXI. Editora Futura. 2004.

FURINI, Isabel. Liderança Com Sucesso. 1. Ed. São Paulo. Editora Ibrasa. 2007.  GRINBERG, R.. Liderança Criativa. Disponível em: . Acesso em 10 de julho de 2014.

GRINBERG, R. Liderança Criativa. Disponível em: http://migre.me/kZRmp. Acesso em 10 de abril de 2018.

KOTLER, Philip. Marketing de A Z: técnicas de criatividade. Ed.8.  2006. Editora Futura tradução de Afonso Celso. Rio de Janeiro.

INACIO JUNIOR, E; F. A. P. GIMENEZ. Análise da validade e confiabilidade do team factory inventory– TFI: um instrumento para mensurar o potencial de liderança criativa em equipes empreendedoras. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CURSOS DE POS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 28, 2004, Curitiba. Curitiba: EnAnpad, 2004.

MARINHO, Robson Moura; DE OLIVEIRA, Jayr Figueiredo. Liderança: uma questão de competência. Editora Saraiva, 2005.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 4. ed. São Paulo : Cortez, 2003.

RUSSELL, Peter, EVANS, Roger. Empresário criativo, o. Editora: Cultrix. Rio de Janeiro. 1.ed. 2010

Esse autor não tem outras matérias publicadas

Receba nossa News

A Educação é feita da união de conhecimentos. Preencha seu e-mail e receba nossos conteúdos atualizados!

*Não lote sua caixa de e-mail. Nossas newsletters são enviadas quinzenalmente e trazem um resumo dos melhores conteúdos publicados.